Arlindo Cruz no ritmo da Sapucaí

Categories: Principais

O sambista vai cantar sambas-enredos das agremiações do Rio e não descarta parceria hoje com a escola Boa Vista no Matrix

Por Aline Goltara

Para esquentar ainda mais o clima de Carnaval, o sambista Arlindo Cruz se apresenta hoje no Matrix Music Hall, em Cariacica. O público poderá conferir também a bateria da Boa Vista, Arlindo Neto, grupo De Bem com a Vida e Rabanada DJ.

Em entrevista ao AT2 , o cantor adiantou detalhes do show e disse que, no repertório, não podem faltar sucessos como “A Pureza da Flor ”, “Agora Viu Que Me Perdeu e Chora” e “Meu Lugar”.

Arlindo não descartou a possibilidade de fazer uma dobradinha com a bateria da escola de samba capixaba Boa Vista, mas revelou que não tem nada combinado.

No currículo do cantor são mais de 600 músicas gravadas por outros artistas, 22 discos, 16 vitórias de sambas-enredos, incluindo a do ano passado da Vila Isabel, “A Vila Canta o Brasil Celeiro do Mundo – Água no Feijão que Chegou Mais Um ”. Além disso, o músico vai gravar um DVD com novos hits, provavelmente em setembro, quando completa 56 anos de idade.

AT2 Vai fazer uma dobradinha com a bateria da Boa Vista?
ARLINDO CRUZ Não combinamos nada, mas samba tem muito improviso. Quem sabe. (Risos) No final do show canto sambas-enredos famosos, como “Aquarela Brasileira”, samba da Vila Isabel, e outros que não gravei, como sambas da União da Ilha, Mangueira e por aí vai.

VITÓRIA, ES, SEXTA-FEIRA, 14 DE FEVEREIRO DE 2014

> Como será seu Carnaval neste ano?
Vou comentar o desfile de sexta e sábado pela TV, estou fazendo as chamadas do evento, farei shows também no Carnaval. Na segunda-feira de Carnaval, estarei novamente com a Vila Isabel com o samba-enredo “Retratos de um Brasil Plural”, uma mostra de um pouco do Brasil que se mantém íntegro. Vamos homenagear Câmara Cascudo e Chico Mendes.

> Quais são seus projetos para este ano?
Vou gravar um DVD com músicas novas e antigas, que são muitas. De repente gravo o DVD no dia do meu aniversário, em setembro. Outra novidade é o programa “Esquenta ”, que volta em abril, e eu devo continuar participando.

> Você falou que se sente jovem aos 55 anos. Como mantém essa juventude?
Eu me renovo a cada dia. Sou ligado a crianças, sou espírita e meu espírito é jovem. Agora por exemplo estou com um ano de idade.
(Risos) Já dei um cavaquinho à minha neta de um aninho, ela mexe nas cordas e eu babo muito.

> A que atribui seu sucesso?
Tem um pouco a ver com estar sempre se atualizando com o papo e o jeito de escrever. Mas eu me defino como compositor que faz outras
coisas também. Esse meu lado compositor está sempre renovando. Desde a época de Noel Rosa, os sambistas são um pouco cronistas também.

> Quantas músicas suas já foram gravadas?
Mais de 600 músicas, e eu agradeço essa parceria. São cerca de 80 canções com o Zeca Pagodinho, 200 com Sombrinha e umas 250 com meu amigo Franco.

>Você é supersticioso?
Todo mundo que mexe com arte tem que se agarrar em algo. Se o evento balança a planta, tem magia ali. O candomblé é minha religião. Sou mais religioso que supersticioso.

Deixe uma resposta